Houston na web Youtube Flickr RSS

Blog Vou de Bike

Postado em 16 de agosto por Eu Vou de Bike

Tags:, , , ,

Dicas para pedalar no frio


Ainda bem que no Brasil não chegamos a estes extremos

Pedalar no frio é muito legal e pode gerar momentos épicos e memoráveis, desde que estejamos bem equipados! Para um passeio confortável de bicicleta, sem a necessidade de cuidados especiais, consideramos a temperatura ambiente acima de 20 graus. Abaixo dela, e em algumas condições específicas, conforme vamos verificar ao longo deste post, nosso “pedal” precisa de alguns cuidados que vão de um simples colete do tipo “corta-vento” até roupas mais específicas e “pesadas”.

Lógico que a sensação térmica é muito subjetiva e pessoal e é comum encontrarmos ciclistas “só de camiseta” com 10 graus de temperatura, bem como outros “super agasalhados” com 18 graus de temperatura. A regra geral deve ser sempre o conforto e o bom senso!

Uma vantagem do inverno são as temperaturas mais amenas durante o dia, menos umidade e a ausência daquele “sol escaldante” para o pedal! Mas como desvantagens temos a falta de chuvas que, aliada ao chamado “efeito estufa” e condições de poluição atmosférica dos grandes centros urbanos, faz com que a qualidade do ar piore consideravelmente, muitas vezes até não sendo indicado exercícios ao ar livre. E nestas condições podemos sempre realizar o “ciclismo indoor”. O importante é não parar de pedalar!

Atualmente, temos uma grande variedade de equipamentos e acessórios que tornam o ato de pedalar em baixas temperaturas tão bom quanto no calor. São os chamados “equipamentos e roupas técnicas”. Mas tome cuidado: por serem equipamentos específicos, muitas vezes os preços atingem as alturas!

Pela nossa experiência, é possível se equipar adequadamente com um investimento bem razoável. E é lógico que não estamos falando de como os ciclistas “das antigas” faziam: colocar jornal por baixo da roupa! Acredite: isto funciona e já me livrou de muitas “roubadas”!

Um erro muito comum é o uso do famoso moletom com camisa de algodão. Eles acumulam muita umidade produzida pela corpo e demoram a secar, o que pode causar assaduras, micoses e resfriado, devido ao contato constante com a roupa molhada de suor. Além disso, o moletom é geralmente muito folgado no corpo e pode enroscar em galhos, postes ou até na própria bicicleta, gerando até acidentes.

Roupas para o frio

Nas baixas temperaturas, o mais importante é se vestir “em camadas”, como uma cebola. Quando inicamos a pedalada estamos “frios” e sentimos mais a necessidade de estarmos agasalhados. À medida em que vamos nos aquecendo, começamos até a sentir calor, e as camadas de roupas podem ser removidas aos poucos. Portanto, não adianta usar somente uma camiseta e um casaco pesado.

O ideal, então, é usar como “primeira pele” uma camiseta ou camisa do tipo “dry fit”, que absorve e expele o suor, um agasalho leve para aquecer, que pode ser do tipo “polartec” ou “fleece”, uma espécie de “moleton” moderno, que também atua como um “dry fit”. Neste tipo de agasalho, encontramos várias espessuras, que podem “segurar” tanto uma temperatura amena de uma manhã de outono, até quase um “frio polar”. Opte sempre pelo meio-termo. Por fim, um colete ou jaqueta do tipo “corta-vento”, de preferência impermeável. O importante é sempre manter a área do peito aquecida e protegida, para evitar problemas respiratórios.

Dependendo da temperatura, podemos utilizar gorros, toucas térmicas e até balaclavas. É muito importante proteger a região da cabeça, uma vez que ela é a grande responsável pela perda de energia térmica. Temos à disposição até “protetores de orelha”, geralmente feitos com o mesmo material do agasalho polartec acima.


Ciclistas preparados para o frio e chuva

Além dessas dicas, ainda há os chamados “tecidos inteligentes”. Os mais comuns nas lojas são os do tipo “termodry”, “coolmax”, “goretex” e “dryfit”. Converse sempre sobre as suas necessidades com o vendedor e procure comprar em lojas especializadas, que não necessariamente precisam ser de ciclismo, mas podem ser de “esportes outdoor”. Nestas lojas encontramos mais variedades de equipamentos, pois a necessidade dos alpinistas, caminhantes e demais praticantes de esportes outdoor no frio são muito parecidas com a do ciclista!

Além de tudo isto, ainda temos os tradicionais “manguitos” e “pernitos”, que são peças exclusivas para serem vestidas nas pernas e braços, como se fossem “grandes meias”. A vantagem deste equipamento é que ele é fácil de tirar e guardar. É muito comum vermos os ciclistas, em especial os mais experientes, se utilizarem deste vestuário, pois muitas vezes conseguimos até retirá-los e ou dobrá-los durante o pedal! Geralmente eles também são feitos nos materiais mencionados acima, pois sua função é a de aquecer.

Existe uma diferença entre o vestuário para aquecimento e o vestuário para proteção contra o vento. O ideal é compor o visual pensando nas duas situção. Uma dica é começar com roupas que aquecem (segunda pela, camisa de ciclismo, agasalho leve, manguitos e pernitos) e terminar com roupas que protegem do vento (jaquetas e coletes do tipo “corta-vento”), sempre lembrando das tradicionais luvas de dedo longo (que podem, sob frio muito intenso, ser de número maior acomodando uma luva térmica por baixo da luva de ciclismo), óculos e capacete.

No quesito calças (apesar da resistência de alguns quanto ao efeito “bailarina” – uma bobagem, por sinal), o ideal é usarmos a bermuda de ciclismo com os “pernitos”. Se a temperatura estiver muito baixa, podemos usar calças compridas do tipo “segunda pele”, com a bermuda de ciclismo por cima. Dependendo da temperatura, podemos usar o “overshoe” (ou cobre-sapatos), uma espécie de grande meias sem sola colocada sobre as sapatilhas, fazendo a ligação dos pés com as pernas, uma área geralmente descoberta e muito sensível.


Ciclista agasalhado e com protetor de orelha sob o capacete, mas de bermuda

Devemos nos lembrar também de usar protetor labial e, em pedaladas mais longas, colírios e/ou soro fisiológico para manter os olhos livres de ressecamento. E lembre-se sempre de retirar toda a roupa úmida e suja imediatamente após a pedalada.

Preparação

Pronto! Estou vestido, preparado e equipado para o pedal. Agora então é só pedalar. Não! No inverno, a necessidade do alongamento e aquecimento prévio é bem maior! Devemos prolongar o tempo do alongamento, e não a intensidade dos movimentos, aquecendo também as mãos e os pés.

Inicie com um pedal leve e, se possível, com a rotação bem elevada (acima de 90 RPM), utilizando uma marcha bem leve. Faça isto por 5 a 10 minutos. Lembre-se também de “desaquecer”, fazendo a mesma coisa ao final do pedal.

Mantenha sua hidratação sem alterações, com um gole generoso a cada 30 minutos, mesmo sem vontade de beber. Se o pedal for longo, aumente em cerca de 1/3 o que costuma levar para comer, pois no inverno costumamos sentir mais fome. Evite sair no início da manhã, quando as temperaturas ainda estão muito baixas, e durante a noite. O período mais propício para o pedal nestas condições é na hora do almoço, até o meio da tarde, para os que puderem.

Abaixo segue uma sugestão de equipamentos x temperatura:

- Frio Intenso (abaixo de 10 graus): segunda pele técnica com manga longa, camisa de ciclismo (se possível também de manga longa), blusa técnica (do tipo “fleece”), colete ou jaqueta “corta-vento”, calça térmica, bermuda de ciclismo, gorro ou balaclavas, luvas fechadas sobre luvas térmicas e over-shoes.

- Frio (entre 10 e 12 graus): segunda pele técnica com manga longa (ou manguitos), camisa de ciclismo (se possível também de manga longa), colete ou jaqueta “corta-vento”, calça térmica ou “pernito”, bermuda de ciclismo, gorro e luvas fechadas .

- Frio moderado (entre 13 e 17 graus): Camisa de ciclismo (se possível também de manga longa), jaqueta “corta-vento”, “pernito”, bermuda de ciclismo e luvas fechadas . Para os mais calorentos, aqui já podemos utilizar somente a bermuda. Para os mais sensíveis, podemos continuar utilizando o gorro.

- Frio Ameno (entre 18 e 20 graus): Camiseta de ciclismo, manguitos, luvas fechadas, bermuda de ciclismo e colete “corta vento”. Os manguitos podem ser substituidos por uma camisa de ciclismo de manda longa. A desvantagem é que ao aquecermos não podemos retirar a camisa como fazemos com os manguitos, se for o caso.


Comentário

  • [...] This post was mentioned on Twitter by Andreas., euvoudebike.com. euvoudebike.com said: Não vale reclamar do frio! Publicamos dicas para você pedalar sob baixas temperaturas com conforto: http://bit.ly/cjc7eO [...]

    Tweets that mention Eu Vou de Bike – Bicicletas, Lazer e Transporte Urbano » Dicas para pedalar no frio — Topsy.com topsy.com/www.euvoudebike.com/2010/08/dicas-para-pedalar-no-inverno/?utm_source=pingback&utm_campaign=L2
  • [...] se você está em Porto Alegre também é bom conferir essas dicas para pedalar no frio.   Categoria: Cidade | Tags: política, qualidade de vida, sociedade, [...]

    10porhora » E agora, onde estaciono? atitudebrasil.com.br/10porhora/archives/539
  • Fantastico o protetor de orelhas. Valeuuu

    neusa
  • Gostei das dicas, porém gostaria de saber quais as alternativas usando roupas “do dia-a-dia”, pois uso a bicicleta sobretudo para ir ao trabalho, fazer compras, etc, e não posso ficar trocando de roupa todo o tempo. Nos dias mais frios tenho usado protetor de orelhas e luvas, mas fica difícil equacionar uma roupa adequada para pedalar e depois ficar usando até o final do expediente. Alguma dica?

    LB
  • Estou na mesma que a LB. Uso a bike pra ir ao trabalho todos os dias, 3km (6 ida e volta), e alguns passeios no fim de semana. Teria dicas para o dia a dia??
    Abraço

    Junior Carvalho
  • Parabéns pelo blog. Ótimas dicas para os bikers.
    Obrigado!
    abs!

    Fábio de Freitas twitter.com/ff_habla
  • Olá. Estou morando no Canadá e comuto de bici. No inverno pedalo até -15ºC e costumo usar 2ªpele de poliester ou lã, pulover de lã grosso (que trouxe do Brasil) e corta vento. Só prá dizer que a lã funciona muito bem e retém 80% do poder térmico mesmo se molhada, pois uso outras várias coisas para o resto do corpo, inclusive óculos de esqui. Se bobear a lágrima congela mesmo.
    Saudações ciclísticas;
    Eduardo

    Eduardo Rasche da Motta
  • [...] Se no dia do seu pedal as temperaturas estiverem baixas, é preciso se preparar a contento, para que seu passeio não se torne desagradável, bem como para não ser acometido por alguma doença posterior. Veja aqui como se vestir e se prevenir no frio. [...]

    Eu Vou de Bike – Bicicletas, Lazer e Transporte Urbano » Se prepare para o Dia Mundial Sem Carro euvoudebike.com/2010/09/se-prepare-para-o-dia-mundial-sem-carro
  • To na mesma que o pessoal acima, uso a bike para rotinas diárias (ir trabalhar, ir no mercado, etc) nem dá pra ficar trocando, nem dá pra usar roupa de ciclista (eu até tento ir com uma mais confortável e trocar depois, mas é chato, já vou dizendo) na busca por soluções, achei um site (ai que coisa de menina…) sobre bikes e roupas (e etc):

    http://www.copenhagencyclechic.com

    Pode parecer estúpido, mas eu nunca tinha pensado que dá pra ficar bonita e pedalar ao mesmo tempo (exceto qdo o nosso clima tropical ñ ajuda, claro). Não sei porquê, mas sempre tive a idéia de pedalar ou vestida a carater (kkk) ou com roupas apenas confortáveis (que ñ combinam com trabalho, tá? ñ necessariamente toda bolo de glacê)

    fica a dica para as bikers q ñ deixam de ser vaidosas nem em cima da querida magrela

    Hime _^.^_

    Hiroko Hime
  • [...] Confira a matéria completa em http://www.euvoudebike.com/2010/08/dicas-para-pedalar-no-inverno/ [...]

    Para pedalar no frio pedalcurticeira.com.br/2011/05/16/para-pedalar-no-frio
  • e Hime vc encontrou o que todos deveriam já ter encontrado. Esse site tem versões em todas as grandes cidades do mundo. Recente eles vieram aqui no Rio, fui no lançamento e a proposta é mesmo muito boa. E é justamente esse seu sentimento que eles mostram que acontece ao redor do mundo. Ninguém tem/pode estar com roupa de ciclista “all the time” então vista do seu modo. Chic se for o caso! e saia pedalando. vou pra facu, trab e shopping de bike. uso as roupas que usaria normalmente se fosse de carro/onibus/metrô e taxi. só nou vou pra balada pq fico bebado e n tenho como voltar pedalando, só carregado

    Jz flores twitter.com/jzflores
  • Dicas de como se vestir no inverno.

    é inverno com neve, mas como ela se veste em camadas, dá para adaptar para inverno mais ameno

    http://letsgorideabike.com/blog/2009/11/how-to-dress-for-winter-bike-commuting/

    samara
  • aqui no RS o inverno eh mto rigoroso. Pedalar abaixo de 15 graus Celsius eh mto comum. Vale sempre lembrar que pedaladas a noite é preciso tomar u maior cuidado, pois não temos o sol pra dar uma amenizada no frio ehhehe . Evite paradas durante o percurso, pois o corpo resfria mto rápido e a roupa msmo com todas essas tecnologias continua acumulando algum nivel umidade e ao reiniciar a pedalada acaba ocasionando um choque termico.

    rafael nascimento
  • [...] – Dicas para pedalar no frio [...]

    Eu Vou de Bike – Bicicletas, Lazer e Transporte Urbano » De bicicleta no Dia Mundial Sem Carro euvoudebike.com/2012/09/de-bicicleta-no-dia-mundial-sem-carro
  • Eu sempre levo uma 2ª pele de reserva para quando a 1ª encharcar e começar a “gelar” o corpo. Moro em Curitiba e às vezes pedalo depois das 0:00

    Jorge Ferrari
  • Excelentes dicas. Tenho dúvidas posso começar pedalar pela 07 da manhã com uma camisa manga longa e calça quando estiver frio e sem se alimentar? Só tenho esse horário para me exercitar.

    Gabriel

Comente Você Também

Para publicar seus comentários aqui com seu Avatar, cadastre-se no: