Houston na web Youtube Flickr RSS

Blog Vou de Bike

Postado em 15 de agosto por Eu Vou de Bike

Tags:, , , ,

Ciclistas são sabotados na USP com tachinhas no asfalto

A rivalidade de alunos, taxistas e motoristas de ônibus contra os ciclistas que treinam aos fins de semana na Cidade Universitária, o campus da USP, está chegando a níveis extremos. Segundo reportagem da Folha de S. Paulo, tachinhas estão sendo colocadas na rota dos ciclistas para furar os pneus das bicicletas.

As tachinhas, segundo os ciclistas, são jogadas no asfalto da regiãod a raia olímpica e da praça da Reitoria. Além de furar os pneus, o maior perigo dessa ‘tática’ criminosa é a possibilidade de acidentes, uma vez que os atletas que treinam na USP são de alta performance e pedalam em pelotões com velocidade de até 45 km/h.

A Coordenadoria do Campus da USP disse que não tinha conhecimento do problema com as tachinhas e orienta os atletas a registrarem as queixas na Guarda Universitária para que os casos sejam investigados.

Se você teve seu pneu furado por alguma tachinha malandra ou qualquer outro objeto, veja as dicas abaixo do Eu Vou de Bike:

- Saiba como remendar a câmara da bicicleta
- Saiba como trocar o pneu furado da bicicleta


Comentário

  • Isso é realmente a cara de um pais qua ainda tem anos e anos para se desenvolver em todos os setores. Mas eu vivo neste pais e vou fazendo minha parte para tentar melhorar.

    carlos moraes
  • Sempre me surpreendo com as atitudes contra os ciclistas que tantos parecem adotar em Sampa. A tal “locomotiva” do país mostra-se racista, preconceituosa, irresponsável. Pena, porque se desse um exemplo de civilidade, cortesia, responsabilidade teria uma repercussão muito maior e faria muito mais pelo país!

    Rogério Leite pedalandoeolhando.blogspot.com
  • Essa é a cara da elite branca racista paulista, por que se surpreender? Alias bicicleta atrapalha os SUV’s.

    Maurilio
  • So quem frequenta a USP entre as 6 e 8 da manhã sabe sobre o desrespeito dos ciclistas e do descaso da prefeitura do campus de SP. Eu sou ciclista e não me conformo. São gangues de até 20 ciclistas que tomam uma ou até duas pistas da Avenida Prof. Luciano Gualberto. Diversas vezes os ciclistas andam no meio da faixa e muitos acham ruim que os carros os ultrapassam.

    Deixar de andar com a bicicleta em fila única pela rua é infração média:

    Art. 247. Deixar de conduzir pelo bordo da pista de rolamento, em fila única, os veículos de tração ou propulsão humana e os de tração animal, sempre que não houver acostamento ou faixa a eles destinados:
    Infração – média;
    Penalidade – multa.

    O problema é que a legislação dá preferência para o ciclista e não especifica o tamanho da borda se pista de rolamento.

    Mas se alguém ja foi na USP nesses horarios que falei vera os abusos. Vejam por voces mesmos e postem as fotos se acham que é mentira.

    Lamentos pelos ciclistas educados, mas por conta dessa corja muito maior de mal educados eh melhor proibir o acesso para eles. Agradecam as academias a ceu aberto que usam as vias publicas para obterem lucro e a esses esnobes com suas bicicletas de 4000 reais que acham que tem mais direito que os outros.

    José Pedestre

Comente Você Também

Para publicar seus comentários aqui com seu Avatar, cadastre-se no: