Houston na web Youtube Flickr RSS

Blog Vou de Bike

Postado em 13 de setembro por gugamachado

Tags:, ,

Vereador de SP se declara Pró-Bicicleta

Aqui no EVBD nós acreditamos que o aumento na utilização da bicicleta como meio de transporte de forma eficaz e consistente necessariamente passa pelo poder público.

E em ano de eleições, nada melhor do que pesquisar e apoiar quem é a favor de nossos ideais. O poder Legislativo, infelizmente costuma ser relegado a segundo plano, e isto é um grande erro, uma vez que sem este, o poder Executivo pouco pode produzir.

Neste sentido, iniciamos uma série de entrevistas com candidatos a vereador por São Paulo que se declaram a favor das bicicletas, e que, acima de tudo, tenham uma história de compromisso com esta plataforma.

Nesta semana estivemos com o atual vereador Gilberto Natalini, que nos concedeu uma entrevista bem produtiva, deixando bem claro o seu ponto de vista sobre o assunto.

Acompanhem na sequência:

EVDB: Após os avanços que tivemos na cidade de São Paulo, qual é o próximo passo para inserir cada vez mais a bicicleta como meio de transporte na capital?

G.N.: Avançamos muito, mas o Brasil ainda é o país do automóvel, precisamos avançar muito mais, e isso é um grande desafio. Precisamos primeiramente mudar a cultura do nosso país, criando uma cultura para a bicicleta, depois precisamos pensar em ampliar a infraestrutura cicloviária, fazendo cliclovias que tenha interligação com CPTM e Metrô, para que as pessoas possam utilizar para ir trabalhar. Também precisamos avançar com relação a educação no trânsito, os motoristas precisam conhecer melhor as leis e respeitá-las.

EVDB: Como a Prefeitura pode trabalhar com o governo do Estado para implementar a instalação de bicicletários em todas as estações de Metrô e Trem, durante todo o horário de funcionamento das estações? Essa proposta é viável?

G.N.: Essa proposta é viável e indispensável. Já temos 22 bicicletários na CPTM e 16 no Metrô, já avançamos bastante e contem comigo para avançar mais.

EVDB: A Ciclofaixa de Lazer em São Paulo é um sucesso de público e mostra que a demanda é enorme. Não está na hora de começarmos a estudar a viabilidade de ciclofaixas permanentes?

G.N.: A Ciclofaixa de Lazer, criada através da lei do então vereador Walter Feldman e implantada por ele, quando Secretário de Esportes é um sucesso, milhares de pessoas passam por ela aos domingos, certamente precisamos torná-las ciclofaixas permanentes, para uso diário, existia uma promessa de aumentar mais um dia da semana, a proposta é ousada, pois mexerá bastante com o trânsito da cidade, pelo menos num primeiro momento acredito que o trânsito ficará mais caótico, depois certamente vai melhorar, pois muitas pessoas deixarão os carros em casa, para ir trabalhar de bicicleta. A CET já está estudando essa questão e contem com o meu apoio para levar o assunto adiante.

EVDB: O senhor participou da COP-15, em 2009, e viu como funciona o uso de bicicletas em Copenhague. Que ideias que São Paulo poderia importar para incentivar as bicicletas por aqui?

G.N.: Acho que poderíamos pensar em criar um órgão especial para mobilidade humana na cidade, estruturar o plano cicloviário no município, ampliando as ciclovias, ciclorrotas, ciclofaixas, bicicletários, paraciclos, vias de tráfego compartilhado …Além de melhorar a infraestrutura de integração de transporte de média e alta capacidade, principalmente trem e metrô.

EVDB: A Lei 13.995, de 10 de Junho de 2005, prevê a criação de estacionamento de bicicletas em locais de grande afluxo de público, como mercados, hospitais, igrejas, museus, shoppings, etc. Como melhorar a fiscalização desta lei? É possível ampliá-la para incluir grandes prédios de escritórios, especialmente em regiões com alto índice de trânsito, como Itaim, Paulista, Berrini?

G.N.: A partir do momento que ganharmos os governos para o uso da bicicleta, essa lei será regulamentada naturalmente, isso é a mudança da cultura, é educação no trânsito. Aí todos os locais públicos ou privados terão que ter estacionamentos para bicicletas, assim como a maioria dos locais tem estacionamento para motos. Isso certamente será natural.

EVDB: Como o Sr. relaciona o seu mandato e suas atividades majoritariamente voltadas à sustentabilidade com a mobilidade por bicicletas?

G.N.: Defendo na Câmara dos Vereadores, recursos do orçamento da Prefeitura para a mobilidade por bicicletas, principalmente para projetos e obras cicloviárias, além de ajudar o nosso candidato José Serra a alcançar a meta de 400km de infraestrutura para bicicleta. Sou um vereador, defensor da causa ambiente, por uma SP mais Sustentável; tenho projetos importantes como  Água de Reuso, que já economizou bilhões de litros de água potável,  Conferência de Produção Mais Limpa e Mudanças Climáticas, que esse ano reuniu mais de 4000 pessoas no Memorial da América Latina.

EVDB: Qual vai ser sua prioridade, caso eleito, com relação ao uso da bicicleta como meio de transporte na cidade?

G.N.: Eu apoio a criação do Órgão Especial para mobilidade humana, a partir daí poderemos realizar diversos estudos e avançar na questão do uso da bicicleta como meio de transporte em SP, de forma coerente.


Deixe seu comentário

Para publicar seus comentários aqui com seu Avatar, cadastre-se no: