Houston na web Youtube Flickr RSS

Blog Vou de Bike

Postado em 22 de junho por Eu Vou de Bike

Tags:, ,

Aprenda a frear corretamente

Quando começamos a andar de bicicleta, uma das coisas que mais fazemos é frear! E, infelizmente, é uma das coisas que mais fazemos da maneira errada.

Frear corretamente e sem desgastar os componentes das bicicleta envolve muitas variáveis! Dentre essas variáveis estão o tipo de freio (“cantilever”, “v-brake”, a disco, entre outros), o tipo e a condição do terreno em que estamos pedalando (asfalto, terra, areia, etc), e o tipo de bicicleta que estamos conduzindo.

Não temos o objetivo de fazer uma discussão técnica sobre qual o tipo de freio é melhor ou mesmo técnicas utilizadas em ambiente competitivo. Nossa ideia é fornecer alguma dicas para que você possa otimizar esta tarefa rotineira e crucial para quem “vai de bike”!

Para obter uma boa frenagem, é necessário estar com os pneus em dia, bons freios (com boas “sapatas” ou bons discos, dependendo do caso), boas rodas e, principalmente, manter o conjunto sempre limpo e bem regulado. O posicionamento errado do conjunto de freios compromete a eficiência de todo o processo, qualquer que seja a qualidade das peças.

O ideal é frear sempre nas retas, para obter a maior tração possível do conjunto. A posição dos manetes dos freios deve estar sempre o mais próximo possível do avanço do guidão, pois o ideal é que nossos dedos estejam nas pontas dos manetes, e não no meio, pois com isto temos mais força de alavanca e, portanto, menos desgaste físico.


Posição ideal dos dedos no manete do freio

Em termos de terreno, o ideal é sempre dar prioridade para frear em terreno mais seco e firme. Ou seja, em dias de chuva ou garoa, devemos diminuir nossa velocidade e sempre procurar antecipar as reações dos outros veículos em nosso entorno. Se estiver pedalando na terra, escolha a parte mais seca do solo, com menos vegetação e umidade. Acredite: isto pode fazer toda a diferença entre “tomar um chão” ou não!

O excesso de frenagem também pode provocar acidentes. Procure olhar sempre para onde se está indo, o mais “para frente” possível. Isto diminuirá a sensação de velocidade pois ao olharmos mais perto de onde estamos, parece que estamos indo “muito rápido” e tendemos a frear mais.

Assim como nos veículos a motor, o ideal é trabalhar com as marchas e com a velocidade, freando o mínimo possível. Com a experiência, percebemos que cada lugar tem a sua velocidade. E, ao trabalharmos desta maneira, poupamos os componentes da bike.

A eficiência dos freios

Somente para referência, um bom conjunto de freios deve ser acionado, em situações normais, somente com um dedo, e nas emergências com dois dedos. Se você tiver que fazer maior esforço que este, provavelmente está com algum problema em seu sistema e o ideal é ir a uma oficina de sua confiança para resolver o problema.

Por incrível que pareça, o freio dianteiro é o mais eficiente para parar a bicicleta. Procuramos sempre trabalhar em média com 65% de apoio no freio dianteiro e 35% no freio traseiro. A importância de trabalhar os dois freios “em conjunto” é muito grande, pois, apesar do freio dianteiro ser o maior responsável por “parar” a bike, o freio traseiro é que fornece a “firmeza” no trajeto e na direção da bicicleta, e que também vai garantir a tração da bike para que o dianteiro possa atuar.

Devemos evitar sempre o travamento das rodas, que quase sempre é seguido por uma derrapagem e uma possível queda. Se precisar frear bruscamente, “trave” a roda traseira, mas nunca a dianteira. E ao fazer isto, procure jogar seu corpo para trás, como se quisesse “puxar” a bike. Aliás, a posição do corpo afeta e muito a bike no momento da frenagem. Quanto mais peso houver sobre a roda traseira, maior será a tração com o solo, fazendo você parar com mais eficiência.

Por exemplo, se estiver descendo um trecho inclinado e precisar frear, saia do selim e movimente seu corpo para trás, fazendo com que todo seu peso se desloque para a roda traseira. Em trechos mais técnicos, principalmente em trilhas, chegamos até a ficar com o corpo atrás do selim, modificando o centro de gravidade da bicicleta. Mas para o uso cotidiano, e principalmente urbano, isto não se faz necessário.

E só para lembrar, o freio dianteiro é sempre do lado esquerdo, do lado do coração! E o traseiro do lado direito. Acredite: já vi muito ciclista cair por se confundir na hora de frear…

Além das dicas acima, sempre mantenha seu olhar para a frente, prevendo o que acontece no entorno, os obstáculos e as reações dos outros veículos e pedestres. Fique sempre atento aos pedestres, que quase sempre atravessam na frente das bicicletas por não terem ideia de que a bike normalmente “chega” até eles antes do que eles previram, devido a velocidade em que se desloca. Este é o motivo mais comum de acidentes entre ciclistas e pedestres, principalmente nos parques, onde muitas vezes todos estão mais desatentos do que o usual.

Conluindo, utilize sempre seus freios com equilíbrio e segurança!


Comentário

  • Na prática quais são as diferenças entre o freio “a disco” e o de “sapatas”? Porque o freio a disco é mais usado em MTB?

    Alberto Peixoto
  • Oi, Alberto. Existem muitas diferenças entre estes dois tipos de freios. Basicamente, depende do uso que irá fazer da bicicleta.
    Os freios do tipo cantilever ou v-brakes são os mais populares pelo custo, e se for um bom sistema, muitas vezes os v-brakes são mais eficientes que o disco, principalmente se este for mecanico, pois além de ter a mesma capacidade de frenagem, são mais leves, acrescentando menos peso ao conjunto final.
    Porém, em condições extremas de uso, tais como terrenos muito acidentados e com muitas descidas, ou com muita lama, os freios a disco hidráulicos costumam ser mais eficientes, pois além de maior capacidade de frenagem, “sujam menos”, uma vez que sua frenagem é feita no “interior” das rodas, e não na parede dos aros, como é o caso dos freios a sapata, que num terreno muito sujo, perdem a eficiência. Daí o uso mais ostensivo dos discos no MTB.
    Mas este é um tema polêmico (qual o melhor sistema) que até hoje alimenta discussões calorosas!
    abs e boas pedaladas!

    gugamachado
  • [...] This post was mentioned on Twitter by Refil Comunicação. Refil Comunicação said: RT @euvoudebike: Veja algumas dicas para frear sua bike com mais eficiência e poupar o conjunto de freios – http://bit.ly/aGIhhc [...]

    Tweets that mention Eu Vou de Bike – Bicicletas, Lazer e Transporte Urbano » Aprenda a frear corretamente — Topsy.com topsy.com/www.euvoudebike.com/2010/07/aprenda-a-frear-corretamente/?utm_source=pingback&utm_campaign=L2
  • Você quis dizer ‘cantilever’, nao?

    Não existe cant-lever. Para confirmar que mesmo na grafia em inglês, o correto é cantilever, veja a página
    http://en.wikipedia.org/wiki/Bicycle_brake_systems

    O que chamamos de v-brake é uma marca registrada da Shimano, assim como clip SPD, por ex. Seria chamado de ‘tração direta’ ou ‘tração linear’ (veja a página em ingles do Wikipedia), mas todo mundo no Brasil chama aquilo de v-brake.

    Wadilson wde.com.br/bike/passeios.htm
  • Nem sempre o manete do freio dianteiro fica à esquerda. na inglaterra e Australia o freio dianteiro fica no lado direito, depende mesmo é do gosto do ciclista…

    Claudio Soares
  • [...] que já abordamos acima de comportamento e sinalização no trânsito, seria bom também revisar as técnicas de freada e passagem de marchas, para maior firmeza e segurança em nosso [...]

    Eu Vou de Bike – Bicicletas, Lazer e Transporte Urbano » Se prepare para o Dia Mundial Sem Carro euvoudebike.com/2010/09/se-prepare-para-o-dia-mundial-sem-carro
  • As dicas me ajudaram muito, pois um dia eu quase atropelei uma mulher, eu me lembrei das dicas e consegui parar a bike a tempo

    carlos eduardo
  • Amigo, gostei tanto da matéria que tomei a liberdade de reproduzi-la como parte de uma postagem minha, em meu blog, falando sobre uma experiencia que tive quando precisei usar os freios em uma emergência. Se houver algum problema, me avise por favor.

    Obrigado.

    Warley.

    Warley pedalativo.blogspot.com
  • Qual é o melhor V Brake ou Cantiveler

    Bruno
  • tenho experiência usando bike com freio a disco e digo: eu acho muita diferença! Não sei se foi só comigo ou no modelo que eu usava (uma Caloi SK Com freio a disco dianteiro Shimano modelo mais basico), mas eu mandava ver no freio dianteiro ladeira abaixo e não travava a roda! eu brinco que o freio a disco é o ABS da bicicleta. Eu acostumei tanto com o freio a disco na roda dianteira que na primeira volta de bike sem freio a disco dianteiro eu tomei o maior tombo que se pode imaginar, voando literalmente por cima da bike, isso que eu estava em velocidade baixa,aham! mas sempre usando o capacete! saí ileso (graças a Deus).

    Daniel
  • Gostaria de saber qual a sua opinião a respeito de freio contra pedal .
    Desde já agradeço .

    Guilherne
  • olá, estou com um probleminha, tenho uma speed e troquei a mesa e o guiado,como minha mão é pequena tenho dificuldades de freiar, o que posso fazer, pois fico insegura de pedalar.

    Marcia Barbosa
  • A mola de tensão do meu freio dianteiro mais especificamente o ”bracinho” esquerdo esta com problema e o parafuso que regula o mesmo esta ”mole” não esta firme, existe alguma dica para que eu possa usar em meu freio v-brake ?

    cesar silva
  • Parabens, boas dicas.

    Manolo
  • Pra mim o melhor feio pra roda dianteira é a (feradura de aluminio) poq ela nao trava a roda e é mais facil de regular! :) E gostei dessas dicas ai de freiar. Tamo junto!

    pedro pereira
  • Comecei a ir de bike para o trabalho tem pouco tempo, tem uma descida que eu sempre faço freiando (freio da roda da frente) levemente porque fico com receio de algum motorista não se atentar a placa de pare da rua que corta a descida e causar um acidente.Tem alguma recomendação para este tipo de situação?

    ana carolina
  • Coloquei freios a disco hidraulicos na minha bicicleta. Estava acostumado com os V-brake porém resolvi montar uma bike nova e coloquei peças não top de linha, mas boas. Uma diferença que notei é que quando comecei a pedalar na nova bike ao freiar ela não “trava” a roda. Não arrasta o pneu e ainda faz alguns barulhos. É normal isso?

    Anderson Manique Reis
  • [...] Eu vou de Bike [...]

    Dica #07 – Usando os freios | Brasília Cycle Chic brasiliacyclechic.com/2014/09/16/dica-07-usando-os-freios
  • Sobre a confusão que ocorre com o lado do freio, os casos que vi eram pessoas acostumadas a pilotar moto!!! Acabavam invertendo os manetes para evitar confusão!!!

    Edson
  • Ola,qual a posição correta dos manetes de freio,inclinado para baixo ou paralelo como freio de motocicleta ou no meio dessas duas posiç~~ao?sinto caimbras nas mãos e me disseram que pode ser a posição dos manetes de freio. mto grato

    fernando
  • O que muita gente não faz, mas que ao longo dos anos eu fui aprimorando, é o “Freio Abs manual”. Quando vc tem um freio muito bom na bike, seja V-Break, a disco mecânico ou Hidráulico) e esse freio está bem regulado, uma freada brisca trava a roda e dependendo da velocidade a bike sai derrapando e só para mais na frente. Tenho freios hidráulicos na minha e como eles são bem mais fortes e precisos, depois que mudei pra eles a 1 ano atrás, passei a usar o “Abs Manual”. Vc vem e em vez de puxar as manetes e travar a roda, vc vem apertando várias vezes de maneira bem rápida. Isso faz a bike parar rápido sem derrapar o pneu. A prática te deixa mestre nisso e dessa maneira é bem mais eficiente numa velocidade maior.

    Robson Reubem

Comente Você Também

Para publicar seus comentários aqui com seu Avatar, cadastre-se no: