Houston na web Youtube Flickr RSS

Fórum de ideias

Se você tem ideias, dicas ou opiniões que possam melhorar o ciclismo no Brasil, participe e contribua para o movimento "Eu vou de Bike".

Postado em 23 de novembro

Uso da bicicleta como meio de transporte é viável?

Baseado em nosso recente post sobre Amsterdã, e os comentários gerados a partir deste, criamos este espaço por aqui para que possamos aprofundar a discussão sobre a utilização da bicicleta como meio de transporte e as políticas públicas de incentivo (ou não).

Seria muito interessante se todos pudessemos fazer um breve relato de nossa cidade natal com relação a usar a bike em nosso dia a dia. Quem sabe com isto ganhamos representatividade para reinvidicar nossos direitos?

Foto: Claudio Olivares Medina

IDEIAS

Desconto proporcional tributos automotores

Por Roberto Laudari em 17/05/2012

Para esse tipo de campanha, seria necessária uma grande infra-estrutura (que já está prevista para a fiscalização de automóveis e seus débitos), coisa que no nosso país costuma sair caro. Isso se não se tornar um sistema corruptível, bom, vamos lá. Os adeptos da utilização de bicicletas em trajetos casa-trabalho ou casa-faculdade/escola deveriam ter um desconto proporcional à utilização da bicicleta, nos impostos que incidem em seus veículos automotores, como IPVA. Por exemplo: se uma pessoa utiliza-se de um meio de transporte não automotor em 50% dos dias úteis do ano, deveria ter um desconto proporcional no imposto que paga sobre o veículo. Podendo por exemplo, ser reduzido ao piso de 10% ou 15%, para que não se extingua a renda. Afinal de contas, o imposto IPVA (imposto sobre veículos automotores) é cobrado pela utilização do sistema viário, e se o carro estiver na garagem, não há porque cobrá-lo. A diminuição deles (automóveis) nas ruas, diminuiriaa quantidade de colisões, atropelamentos leves e de "grande porte" (reduzindo custos do sistema público de saúde, desde ambulâncias para remoção até internações) , desgaste excessivo das vias, desafogamento do trânsito e muitos outras despesas... além de melhoria na saúde pública pela prática do exercício e também o ar que respiramos. E porque?! O que tornaria isso viável?! Como uma das medidas mais eficazes no Brasil é mexer no bolso do contribuinte, e com impostos cada vez mais caros, poderíamos através desse "subsídio" incentivar a utilização de bicicletas. Os carros a partir de 2013 (ou 2014) virão de fábrica com chips de rastreamento, que serão lidos por sensores espalhados pelas ruas, o que tornaria muito fácil o controle da utilização deste veículo automotor. Quanto menos carros nas ruas, e quanto maior a utilização de outros meios de transporte, mais barato fica o imposto e mais seguras ficam as ruas, acredito que poderia se criar um efeito bola de neve, claro que ao longo dos anos, nada de imediato. Isso faria com que as pessoas percebessem que existe outra alternativa, também segura (com a diminuição do fluxo de carros) para se locomover pela cidade. Diminuindo a utilização dos veículos, reduzindo emissões, tornando o trânsito mais gentil, e seria palpavelmente mais econômico, (além das economias sempre citadas sobre a utilização de bicicletas). Aos poucos essa alternativa se enraíza na cultura, (que seja em 10, 20 ou 30 anos) podendo trazer uma melhor qualidade de vida para as próximas gerações



Comentário

Comente Você Também

Para publicar seus comentários aqui com seu Avatar, cadastre-se no: