Houston na web Youtube Flickr RSS

Blog Vou de Bike

Postado em 27 de agosto por gugamachado

Tags:, , , , ,

Será que sua água está realmente te hidratando?

 

Aqui no Brasil as temperaturas começam a subir. E com isto, nossa tendência é aumentar o consumo de água durante nossas pedaladas.

Mas antes que você faça isso, é bom saber algumas coisas sobre como o seu corpo realmente absorve os fluidos. De saída, sabemos hoje que hidratação  e absorção de fluidos não são a mesma coisa. Ou seja, beber uma tonelada de água não significa necessariamente que você será capaz de usar tudo isso, explica Stacy Sims, PhD, fundadora da “Osmo Nutrition”.

Para atingir um estado bem hidratado, você realmente precisa absorver os fluidos que você está consumindo. E estar hidratado significa que você tem todos os seus “compartimentos de água do corpo” em um equilíbrio relativamente uniforme, diz ela. “Absorção de fluidos é exatamente beber algo na quantidade que vai completar os fluidos necessários em diferentes compartimentos.” Caso contrário, você está apenas dando-se mais razões para fazer xixi!

Você precisa de mais do que apenas água!

Ao considerar a água em seu corpo, pense nisso: Embora seja verdade que somos feitos principalmente de água, nada desta água é H2O puro. Assim, para a sua bebida para ser facilmente absorvida no intestino e se espalhar para as células mais necessitadas, ele precisa ter a combinação certa de água e eletrólitos. “Você precisa principalmente de algum sódio e um pouco de glicose em uma bebida”, diz Sims. “Um pouco de açúcar  com eletrólitos melhora muito a  absorção do fluido pelo estômago, dividindo melhor este flíuido entre as células que mais necessitam de hidratação no momento, de modo a atenuar problemas de desidratação.”

Beber suas calorias pode estar prejudicando seu passeio e seu intestino

Só porque você não deve apenas beber água pura não significa que você deve optar por bebidas esportivas altamente calóricas. Estas bebidas açucaradas depositam-se em seu estômago, tirando água de outros espaços do seu corpo – essencialmente desidratando-o no processo. “Você nunca deve olhar para a sua bebida como uma fonte de calorias, porque então ela não vai hidratar você. E ainda seu corpo vai acabar puxando água de outros lugares para diluí-la “, diz Sims.

As mulheres podem precisar de uma mistura de bebida diferente dos homens

Sims é bem conhecida por dizer: “As mulheres não são pequenos homens.” Ela baseia muito de sua pesquisa e desenvolvimento de produtos neste conceito, especificamente quando se trata de necessidades das mulheres para bebidas esportivas.

“As mulheres não podem absorver tanta frutose como os homens, por isso bebidas esportivas que contêm frutose tendem a contribuir para um stress gastro-intestinal bem como a desidratação nas mulheres. É como despejar um monte de carboidratos em seu corpo “, diz ela. A frutose fica nos intestinos até que você possa ativá-la.

Se você é uma ciclista comprando uma bebida esportiva, passe longe daquelas ricos em frutose.

Tempere o seu passeio com uma pitada de sal!

Se você adora comida salgada, você vai adorar próximo conselho: Beba água com uma pitada de sal do mar durante todo o dia, especialmente antes de uma pedalada, para preparar para a máxima absorção de líquidos durante seu pedal.

Durante o exercício, o seu corpo está ocupado enviando sangue para os músculos, ao invés de gastar energia movendo-se através dos intestinos para digestão. No entanto, durante o repouso, o fluxo sanguíneo não acontece exatamente da mesma maneira. Portanto, há glicose suficiente no estômago e intestinos para ajudar no trasnporte de água, contanto que haja também sódio suficiente.

“Se você beber água com um pouco de sal enquanto não se exercitar, ele realmente facilita a absorção desta”, diz Sims , ” porque neste caso seu corpo não tem que “puxar” sódio de outros lugares para o intestino como objetivo de facilitar esta absorção. Ele já está bem ali.

 

Beber a mais pode ser tão ruim quanto beber a menos!

Beber a mais é um problema para os pedalantes, tanto em termos de estado de hidratação quanto, se você estiver usando uma bebida açucarada, de ganho de peso.

“Novos atletas que passaram por programas de treinamento muitas vezes se hidratam em excesso tentando melhorar o desempenho”, diz Sims. “Isso é porque ele tem sido incutida a idéia neles de beber 250mls de água a cada 15 minutos, independentemente do que eles estão fazendo ou de quem eles são.” A idéia de que os atletas devem beber uma quantidade X de líquido por hora é um erro, mas infelizmente ….

Não há nenhuma fórmula perfeita para o quanto a beber !

Não há cálculo simples para determinar exatamente o quanto você precisa beber em um pedal. Seu sexo, peso, índice de transpiração, e nível de condicionamento físico são todos fatores relevantes a serem levados em consideração. Temos também as condições climáticas em que você está pedalando (quente, frio, úmido ou seco) e do tipo de pedal que você está fazendo.

Beber a quantidade certa é um jogo de tentativa e erro, mas consultar um especialista, como um nutricionista esportivo ou mesmo o seu treinador, pode ajudar a chegar mais perto de aperfeiçoar o estado de hidratação!

 


Postado em 28 de maio por gugamachado

Tags:, , , , ,

Água: Tudo a ver com o Pedal!

Não é de hoje que quem pedala sabe a necessidade de se hidratar constantemente, principalmente nos dias mais quentes, ou após “aquela subida” para “esfriar os motores”…

O ideal é nos hidratar a cada 20 minutos, não esperando a sede chegar. E para pedais maiores que uma hora, é bom também se alimentar de maneira leve.

E a relação do ciclista com a água vai muito além da simples hidratação, pois tem tudo a ver com o meio ambiente, e por consequência, com a sustentabilidade, tema tão “em moda”, mas na maioria das vezes debatido superficialmente, ou com meras “ações de marketing”, que na sua maioria são pensadas somente para a imagem positiva da empresa, com pouco comprometimento da mesma com a esta causa.

Foi pensando nisto que a empreendedora social holandesa Dopper, focada na redução do descarte de plástico e no incentivo ao consumo de água filtrada, lançou a marca em São Paulo. A companhia responsável pela produção da garrafa Dopper — uma peça de design exclusivo — representa iniciativas para diminuição da poluição causada pelo uso de garrafas PET nos rios e oceanos.

“A Dopper é uma empresa social e nós estamos aqui para causar um impacto positivo, não pensamos somente no lucro” explica Merijn Everaarts. “Ainda há muito a se fazer em relação ao conhecimento sobre a poluição do uso de plástico descartável e o acesso à água limpa no Brasil, por isso esse país é tão interessante para a Dopper, que tem a missão de levar  mensagens de consciência ambiental. Foi muito difícil para mim imaginar que um país como o Brasil, que tem uma das maiores reservas de água doce no mundo, ainda não consegue abastecer uma parte da população com água filtrada.”

Cinco por cento de todos os rendimentos brutos obtidos com as vendas das garrafas Dopper são reservados para a Fundação Dopper, que tem a missão de oferecer acesso à água filtrada para o máximo de pessoas no mundo e também fornecer educação. Isto é feito por meio de palestras, seminários e atividades externas.

A Dopper tem certificação Cradle to Cradle e é fabricada na Holanda. A garrafa é livre do BPA (bisfenol-A), pode ser levada à máquina de lavar louças, comporta 450 ml de água e está disponível em seis diferentes cores: verde, azul, laranja, vermelha, rosa e branca.  A certificação internacional Cradle to Cradle atesta que a Dopper é a primeira garrafa de água produzida de forma sustentável e que contribui para o bem estar das pessoas e para o meio ambiente.

Para mais informações visite a página da Dopper Foundation

Nós aqui do EVDB apoiamos todas as iniciativas ligadas a sustentabilidade além das duas rodas!

Se você conhecer alguma digna de nota, escreva para contato@euvoudebike.com !