Houston na web Youtube Flickr RSS

Blog Vou de Bike

Postado em 2 de junho por Eu Vou de Bike

Tags:, , , , ,

SP estuda ciclofaixa como via compartilhada

São Paulo está acordando para os benefícios da bicicleta. Cada vez mais é possível ver ciclistas pedalando durante todo o dia para ir e voltar ao trabalho, à escola ou a qualquer compromisso.

E o poder público também começa a se mexer, como é o caso da ideia do secretário municipal dos Transportes, Marcelo Branco, de lançar um estudo sobre a transformação de parte do itinerário da ciclofaixa de lazer, que funciona apenas aos domingos, em uma via compartilhada entre bicicletas e carros.

A ideia, segundo Branco, é fazer uma rota em que os motoristas ‘enxerguem’ as bicicletas, melhorando a segurança para todos no percurso, que iria da região da Avenida Águas Espraiadas, passando pelos Parques Ibirapuera, das Bicicletas, do Povo e chegando ao Parque Villa Lobos.

No começo do mês, o prefeito Gilberto Kassab disse ao portal iG que a intenção é que o “paulistano comece a conviver com a ideia de ter uma ciclovia na cidade mais ampliada”, com a possibilidade de ativar a ciclofaixa de lazer ao menos uma vez por semana durante dias úteis.

Segundo a reportagem do iG, a prefeitura está analisando qual é o melhor dia para realizar essa operação, mas já decidiu que isso é necessário para melhorar a convivência de ciclistas e motoristas, com o intuito de tornar a bicicleta mais um meio de transporte para quem mora em São Paulo.

E aí? O que acham? Essa ideia vai prosperar? É viável ativar a ciclofaixa ao longo da semana? Torcemos para que tudo dê certo!


Postado em 26 de maio por Eu Vou de Bike

Tags:, , , , ,

Ciclofaixa de Lazer de SP tem horário estendido

A Ciclofaixa de Lazer de São Paulo se consolida cada vez mais como uma das melhores iniciativas para promover o ciclismo (mesmo que apenas aos fins de semana) na cidade, além de ser uma ótima opção de passeio dominical para pessoas de todas as idades.

Agora, além da ampliação do percurso para a região do Parque do Chuvisco, na zona sul, o site da Federação Paulista de Atletismo informa que a ciclofaixa terá seu horário de funcionamento estendido em 2 horas, passando a funcionar oficialmente das 7h às 16h!

Um novo trecho de seu percurso também deve ser inaugurado neste domingo, com mais 14 quilômetros (sete para ir e sete para voltar) para a apreciação dos ciclistas de fim de semana.

O novo trecho sai do Parque do Povo, na região do Itaim, e segue para a zona sul passando pela Avenida Chedid Jafet, Rua Funchal, Avenida Eng. Luís Carlos Berrini e Avenida Jornalista Roberto Marinho (a antiga Águas Espraiadas).

Atualmente, a Ciclofaixa possui 30 quilômetros de percurso e liga o parque das Bicicletas, na região da Avenida República do Líbano, ao Ibirapuera, ao parque do Povo e ao parque Villa-Lobos. O primeiro trecho da ciclofaixa foi inaugurado em agosto de 2009 e o segundo em janeiro deste ano.

Com a nova ampliação, a rota fica mais ou menos assim:


View Ciclofaixa de Lazer de SP in a larger map

Como o nome mesmo já diz, a Ciclofaixa de Lazer de São Paulo é apenas para o lazer e funciona somente aos domingos (e logo mais nos feriados). É óbvio que nós gostariámos que este percurso não estivesse diponível somente aos domingos. Mas, para nós que defendemos a adoção da bicicleta como meio de transporte, temos que concordar que esta é uma conquista muito grande para a comunidade dos ciclistas.


Postado em 24 de maio por Eu Vou de Bike

Tags:, , , ,

Projetor faz ciclofaixa personalizada

Falta ciclovia e ciclofaixa na sua cidade? Os artistas Vladimir Turner e Ondřej Mladý estavam insatisfeitos com a pouca cobertura das vias especiais para os ciclista de Praga, capital da República Tcheca, e resolveram criar suas próprias faixas.

Usando um projetor Pico no guidão da bicicleta, os ciclistas reproduzem no chão imagens do que seria uma espécie de “ciclofaixa particular”. A ideia é muito bacana, mas serve muito mais como forma de protesto e de educação do que como ferramenta de segurança no trânsito.

Para melhorar o conceito da “ciclofaixa personalizada”, seria interessante colocar também um projetor na parte traseira da bicicleta, que mostraria aos motoristas que se aproximam que ali está uma bike, compartilhando a via em seu espaço que é de direito.

Assista ao vídeo abaixo:

Via Gizmodo


Postado em 2 de maio por Eu Vou de Bike

Tags:, , , , , ,

A polêmica das ciclovias e ciclofaixas

O blog chileno Ciudad Ciclista fez um post muito interessante (e um tanto polêmico) defendendo o fim das ciclofaixas e ciclovias nas cidades. Segundo o blog, não é benéfico para ciclistas, pedestres e motoristas segregar as bicicletas do resto do sistema viário da cidade.

Em um vídeo publicado no post, os autores do blog mostram situações em que a ciclovia segregada atrapalha ou até causa riscos de segurança. Assista abaixo:

O blog defende que os ciclistas devem usar as ruas, assim como todos os carros, para pedalar até o trabalho, a escola ou qualquer outro trajeto. “A possibilidade do ciclista conduzir sua bicicleta de forma idependente, segura e responsável é prioridade acima de qualquer tipo de infraestrutura e é um dos pilares de qualquer política para promover a bicicleta como meio de transporte eficiente”, diz o site.

O tema é polêmico. É fato que não dá para esperar que os ciclistas ‘apenas’ usem as ciclovias e ciclofaixas para se locomover. É impossível criar essa infraestrutura por todas as ruas da cidade. Portanto, quem vai de bicicleta pode e deve compartilhar a pista com os carros.

Mas, por outro lado, ciclovias e ciclofaixas são importantes para o ciclista iniciante ter mais confiança para pedalar na cidade e também podem ser muito úteis para acompanhar vias expressas e muito movimentadas, que colocariam em risco o ciclista.

O que você acha sobre o assunto? Deixe seu comentário!


Postado em 27 de abril por Eu Vou de Bike

Tags:, , , , ,

Ciclofaixa [de lazer] de São Paulo terá mais 14 km

E a Ciclofaixa de Laze de São Paulo não para de crescer! Um novo trecho de seu percurso deve ser inaugurado até maio, com mais 14 quilômetros (sete para ir e sete para voltar) para a apreciação dos ciclistas de fim de semana.

De acordo com reportagem da Agência Estado, o novo trecho sairá do Parque do Povo, na região do Itaim, e seguirá para a zona sul passando pela Avenida Chedid Jafet, Rua Funchal, Avenida Eng. Luís Carlos Berrini e Avenida Jornalista Roberto Marinho (a antiga Águas Espraiadas).

Atualmente, a Ciclofaixa possui 30 quilômetros de percurso e liga o parque das Bicicletas, na região da Avenida República do Líbano, ao Ibirapuera, ao parque do Povo e ao parque Villa-Lobos. O primeiro trecho da ciclofaixa foi inaugurado em agosto de 2009 e o segundo em janeiro deste ano.

Com a nova ampliação, a rota fica mais ou menos assim:


View Ciclofaixa de Lazer de SP in a larger map

Como o nome mesmo já diz, a Ciclofaixa de Lazer de São Paulo é apenas para o lazer e funciona somente aos domingos (e logo mais nos feriados). É óbvio que nós gostariámos que este percurso não estivesse diponível somente aos domingos. Mas, para nós que defendemos a adoção da bicicleta como meio de transporte, temos que concordar que esta é uma conquista muito grande para a comunidade dos ciclistas.

Quem sabe, em um futuro próximo, as autoridades comecem a pensar em transformar essa ciclofaixa apenas aos domingos em uma ciclofaixa permanente, aproveitando que praticamente toda a região sofre com problemas de trânsito, tem muitos escritórios e universidades, o que poderia incentivar demais o uso da bike para deslocamentos no lugar dos carros.

É como um amigo arquiteto que pedalava conosco um dia desses observou: “ao pedalar por São Paulo desta maneira, sinto que é como que a cidade fosse realmente entregue ao cidadão, sensação rara da gente ter por aqui”.


Postado em 5 de abril por Eu Vou de Bike

Tags:, , , , , ,

NY promove ciclovias na cidade

O The New York Times publicou na última semana uma reportagem sobre as ciclovias e a revolução das bicicletas na cidade de Nova York, uma das metrópoles com o trânsito mais complexo do mundo.

Desde que assumiu o governo da cidade de Nova York, o prefeito Michael Bloomberg teve como uma de suas principais metas fortalecer o uso de bicicleta como meio de transporte por meio da instalação de várias ciclovias e ciclofaixas na cidade. Para você ter uma ideia de como a bicicleta se tornou crucial no sistema de transportes da cidade, basta ver o impressionante dado a seguir: nos últimos 4 anos, 410 quilômetros de ciclovias foram construídos em Nova York! O problema agora é convencer os nova-iorquinos que ciclovias são boas para eles.

Apesar de agradar os ciclistas e dar a chance para que muita gente comece a pedalar, o sistema de ciclovias de Nova York está sob fortes críticas da população no geral. Além de criar as ciclovias, a administração Bloomberg acabou com centenas de vagas públicas de estacionamento nas principais regiões da cidade e ainda transformou a Times Square em uma grande praça apenas para pedestres. Todas essas mudanças não foram bem aceitas.


Times Square para os pedestres

Da reportagem do NYT, traduzida no UOL:

Se a intensificação da campanha sugere certo medo a respeito das consequências políticas das ciclovias –o prefeito está enfrentando baixos números nas pesquisas e um ressentimento considerável por parte daqueles que vivem fora de Manhattan, que tendem a ser menos favoráveis às bicicletas– os esforços também refletem uma nova frente no debate das ciclovias, onde os participantes de todos os lados da discussão estão se preparando para uma disputa política cada vez mais sofisticada.

Um dos argumentos utilizados por quem critica (e que pode ser lido aqui neste tumblr) é que “as ciclovias violam um princípio fundamental da democracia. A maioria da população, que não pedala, está sendo forçada a sacrificar curvas à direita e espaços de estacionamento para que uma elite influente possa se sentir bem (…)”.

É interessante ver este tipo de debate em uma cidade que muitas vezes é comparada com São Paulo. Nova York já tem um sistema público de transporte excelente, mas nem por isso se acomoda. A Prefeitura está deixando de lado a dependência do carro como meio de transporte e investindo em alternativas como a bicicleta. As críticas de quem não pedala são até compreensíveis (apesar de discordarmos) porque é muito difícil mudar a mentalidade e os hábitos de toda uma população de um ano para o outro, mas podem ter certeza que a próxima geração de nova-iorquinos terá um índice muito maior de ciclistas!

Veja a reportagem do NYT traduzida no UOL (só para assinantes)


Postado em 31 de janeiro por Eu Vou de Bike

Tags:, , , ,

Ciclofaixa de lazer em SP é ampliada

Amsterdã é aqui (ou quase)! Até congestionamento de bike teve! No final de janeiro, antes do aniversário de São Paulo, foi inaugurada a extensão da “Ciclofaixa de Lazer”, que agora vai até o parque Villa Lobos, totalizando aproximadamente 30 quilômetros de extensão total.

E o Eu Vou de Bike estava lá para conferir. Em primeiro lugar, é necessário dizer que esta iniciativa teve tamanha aceitação por parte da população que ocorreu até uma inauguração informal do novo trecho, pois a ciclofaixa já estava sinalizada e os ciclistas não quiseram aguardar até o dia 23/01, data oficial de abertura da extensão, e “invadiram” o percurso!

Bom, falando da experiência de passear pela ciclofaixa, especificamente sobre a extensão, ela sai a partir do Parque do Povo, já em direção à Ponte Cidade Jardim, tudo bem sinalizado e organizado, privilegiando trajetos mais planos e regulares, sendo isto muito positivo em se tratando de algo destinado ao ciclismo recreacional.

A ciclofaixa passa ao lado do Jóquei Clube da São Paulo, indo até um dos portões da USP, que aliás, estará aberta aos domingos também para receber as bikes, segundo informações obtidas junto ao pessoal da fiscalização da ciclofaixa.

Após este trajeto, entramos na ponte Cidade Universitária, cruzando o Rio Pinheiros novamente, e entrando na av. Pedroso de Moraes, indo até o portão principal do Parque Villa Lobos, que também possui ciclovia.

Durante todo o percurso, encontramos muitos ciclistas, inclusive famílias inteiras, demonstrando mais uma vez o poder das duas rodas!

É óbvio que nós gostariámos que este percurso não estivesse diponível somente aos domingos. Mas, para quem já pedala pela cidade há mais de 10 anos, há de concordar que esta é uma conquista muito grande para a comunidade dos ciclistas. É como um amigo arquiteto que pedalava conosco observou: “ao pedalar por São Paulo desta maneira, sinto que é como que a cidade fosse realmente entregue ao cidadão, sensação rara da gente ter por aqui”.

Você tem fotos da ampliação da ciclofaixa? Envie para o site no e-mail contato@euvoudebike.com e nós publicamos por aqui. E que venham mais iniciativas com esta!


Postado em 14 de janeiro por Eu Vou de Bike

Tags:, , , ,

Sugestões de pedal para as férias

Estamos no melhor momento das férias escolares. Verão, sol e calor (e muita chuva também, infelizmente). Mas nada melhor do que curtir as férias com nossa bicicletas! Para aproveitar as semanas que faltam de folga, queremos inaugurar uma seção em que toda sexta-feira, durante o período das férias, daremos dicas de passeios, que podem ser urbanos ou na praia/campo.

E sendo o “Eu Vou de Bike” um portal colaborativo, queremos muito ver sua contribuição por aqui! Se você tem alguma rota de passeio que gostaria de indicar, mande um e-mail para contato@euvoudebike.com que nós publicaremos.

Para iniciar e dar uma idéia de como publicaremos, vamos falar da já bem conhecida Ciclofaixa de Lazer, que acontece em São Paulo aos domingos, e que em breve ganhará sua primeira expansão significativa.

São 5 kms de um pedal tranquilo, bem sinalizado, que convida a família toda a desfrutar dos prazeres das duas rodas não motorizadas, e que interliga o Parque das Bicicletas ao Parque do Povo e ao Parque do Ibirapuera.

Confira os detalhes do trajeto:
- Av. Ibirapuera, entre a av. República do Líbano e o portão do Parque das Bicicletas (ciclovia bidirecional na calçada).
- Av. República do Líbano, entre o Portão 8 do Parque Ibirapuera e a av. Ibirapuera (CicloFaixa unidirecional nos dois lados da via, junto ao canteiro central);
- Av. Inhambu, entre a av. Hélio Pellegrino e a av. República do Líbano (CicloFaixa unidirecional nos dois lados da via, junto ao canteiro central);
- Av. Hélio Pellegrino, entre a av. Brig. Faria Lima e a av. Inhambu (CicloFaixa unidirecional nos dois lados da via, junto ao canteiro central);
- Av. Brig. Faria Lima, entre a av. Pres. Juscelino Kubitschek e a av. Hélio Pellegrino (CicloFaixa unidirecional nos dois lados da via, junto ao canteiro central);
- Av. Pres. Juscelino Kubitschek, entre a av. Henrique Chamma e a av. Brig. Faria Lima (CicloFaixa unidirecional junto ao meio-fio nos dois lados da via);
- Av. Henrique Chamma, entre o portão do Parque do Povo e a av. Pres. Juscelino Kubitschek (circulação de bicicletas bidirecional na calçada junto ao Parque do Povo).

fonte : www.ciclofaixa.com.br

Você pode acompanhar o trajeto realizado pela equipe do Eu Vou de Bike aqui!

Serviço:

onde: Ciclofaixa de Lazer, São Paulo, São Paulo
quando: todos os domingos, das 7:00 as 14:00
percurso: cerca de 5 kms

abastecimento:

segurança:

dificuldade física:

dificuldade técnica:

trânsito local:

estacionamento:

legenda:

forte

fraco

E você, se animou para enviar sua sugestão? Aguardamos por aqui!


Postado em 13 de janeiro por Eu Vou de Bike

Tags:, , , ,

Ciclovias desrespeitadas

Não é só aqui no Brasil que as ciclovias são desrespeitadas.

O site chileno TerraBike organizou um concurso chamado “As Ciclovias São Nossas”, no qual pedia que o público enviasse fotos que mostram o mau uso das ciclovias. O resultado pode ser visto no vídeo abaixo:

Quem topa fazer um vídeo desses aqui no Brasil? Péssimos exemplos não vão faltar!

- Via Arriba e la chancha


Postado em 8 de dezembro por Eu Vou de Bike

Tags:, , , ,

Ciclofaixa será ampliada em São Paulo

A Ciclofaixa de Lazer de São Paulo, que funciona aos domingos e liga os Parques do Povo, Ibirapuera e das Bicicletas, será ampliada em janeiro do ano que vem para chegar ao Parque Villa Lobos.

A ampliação dará mais 10 quilômetros de vias sinalizadas (5 para ir e 5 para voltar) e o trajeto total da ciclofaixa passará a ter 20 quilômetros.

Segundo reportagem do G1, o caminho irá passar pela Ponte Cidade Jardim, avenidas dos Tajurás, Lineu da Paula Machado, Waldemar Ferreira e Afrânio Peixoto, Rua Alvarenga, Ponte Cidade Universitária, Praça Panamericana, Avenidas Professor Manuel José Chaves e Professor Fonseca Rodrigues, até chegar ao Parque Villa-Lobos.

Assista ao vídeo abaixo e veja como vai ficar a ciclofaixa:

- Via G1



Anterior Próxima