Houston na web Youtube Flickr RSS

Blog Vou de Bike

Postado em 7 de julho por Eu Vou de Bike

Tags:, , , , ,

Por uma vida mais feliz e mais intensa

Nada melhor do que terminar a semana com um incentivo a mais para pedalar. Apesar de meio antigo, o vídeo abaixo é um dos mais belos que já publicamos aqui no Eu Vou de Bike e certamente vai te dar aquele empurrãozinho que faltava para pegar a bicicleta e sair explorando a cidade por aí!

Batizado de Holstee Manifesto, o vídeo é um chamado para uma vida mais criativa, cheia de paixões e boas intenções. Segundo a descrição do vídeo no YouTube:

“Enquanto procuramos viver em um estilo de vida que deixa impactos positivos nas pessoas e no mundo ao nosso redor, a bicicleta se tornou uma paixão que é muito mais que uma alternativa de transporte. É uma maneira de viver intensamente todos os detalhes da cidade que amamos”.


Postado em 28 de janeiro por Eu Vou de Bike

Tags:, , ,

Vai pedalar na chuva? Não se esqueça da capa!

O verão é uma ótima época para pedalar. Os dias são agradáveis, o horário de verão nos dá mais tempo de luz natural e parece que as pessoas sempre estão mais dipostas. Mas tem uma coisa que atrapalha bastante os ciclistas: a chuva!

As chuvas de verão geralmente chegam bem na hora que estamos saindo do trabalho, no fim da tarde, e acabam pegando muitos ciclistas desprevenidos, que chegam em casa ensopados.

Uma dica para se proteger da chuva e seguir pedalando com estilo é a capa de chuva criada pela Cleverhood, uma empresa americana que aplica os conceitos de cyclechic ao vestuário para os dias chuvosos.

As capas da Cleverhood são bem largas e tem um bom espaço nas mangas para permitir que o ciclista pedale e guie sua bicicleta sem problemas. Os materiais impermeáveis vêm em várias estampas, do pretinho básico ao clássico xadrez.

O vídeo abaixo traz um desfile da marca e mostra um pouco mais sobre as capas da Cleverhood. Assista!

As capas da Cleverhood são vendidas pela internet por cerca de $ 199,00 usd! Bem salgado, não?

Será que tem algum jeito de fazer algo mais caseiro????

Se tiver alguma dica, deixe nos comentários!


Postado em 3 de fevereiro por gugamachado

Tags:, ,

Dicas para pedalar de calça

Já falamos aqui sobre o “Cycle Chic“, aquele movimento que defende o uso de roupas “normais” para pedalar. Mas pedalar de calça pode parecer meio estranho e o Marcelo Lima perguntou no Twitter do @euvoudebike se há alguma dica para pedalar de calça sem manchar com a sujeira da corrente?

Bom, pedalar de calça é possível, mas um pouco mais complicado. Além do problema de sujar a calça, você deve tomar muito cuidado para a sua roupa não enroscar na transmissão, o que pode rasgar o jeans e ainda causar um acidente.

Uma maneira simples de evitar o contato do tecido com a transmissão é dobrar em camadas a perna direita da calça até a altura de um palmo antes do joelho. Para pequenos trechos, esta conduta costuma resolver bem.

Deve-se tomar um cuidado especial com a perna direita, que é a que mais sofre, pois na maioria dos casos fica quase diretamente em contato com a transmissão da bike. Veja na foto abaixo como funciona bem essa técnica.


Home atravessa a Brooklyn Bridge, em Nova York, pedalando com a calça jeans dobrada

Na impossibilidade de trocar de roupa no local de seu destino, você pode usar um acessório composto por pequenas tiras de velcro (se possível até reflexivas, que ajudam na sinalização do ciclista) que prendem as calças na canela.

Com essas tiras de velcro (ou elásticos) as pernas da calça ficam bem enroladas e justas ao corpo, evitando a chance de contato com a transmissão.

Pedalando de calça jeans
Ciclistas usam tiras de velcro para prender calça na canela (fotos aqui e aqui

Se sua calça for muito justa para ser dobrada ou se você não quiser deixar sua perna à mostra, anida há uma última técnica que pode ser usada. Pode parecer uma “gambiarra”, mas colocar a calça para dentro da meia funciona e evita que o tecido encoste na graxa.

Não é o estilo mais bonito de se pedalar, mas evita dor de cabeça na hora de lavar a roupa e ainda evita acidentes. Lembre-se que uma calça enroscada na transmissão não é boa notícia para o ciclista!

Bike calça sob a meia
Na falta de um elástico próprio, colocar a calça sob a meia pode ajudar!

Além disso, existem calças (não jeans) que têm a possibilidade de serem convertidas em bermudas, retirando-se as pernas da calça por meio de ziper. No geral, elas são bem práticas pois são de tecidos resistentes e de secagem rápida, ocupando pouco espaço na bagagem. Para maiores deslocamentos, como viagens de bike (cicloturismo), elas são bastante recomendadas porque também protegem do frio.

Vale lembrar que algumas bikes mais voltadas ao transporte geralmente vêm com um protetor de corrente de fábrica, que é uma espécie de capa que cobre quase toda a transmissão, evitando o contato da perna do ciclista com a corrente (veja foto abaixo). Dependendo do modelo de sua bike, este acessório pode ser instalado separadamente.

Protetor de correia bicicleta
Bike com protetor de corrente para evitar contato com a perna

E você? Tem alguma dúvida ou precisa de alguma dica sobre bicicletas? Deixe um comentário aqui ou fale com a gente lá no Twitter!


Postado em 23 de abril por Eu Vou de Bike

Tags:, , , ,

De salto sobre duas rodas

Nós já demos algumas dicas de leituras para quem curte bicicleta por aqui, mas geralmente o assunto era relacionado a cicloviagens ou competição. Hoje, o tópico é mulheres no pedal e ‘cycle chic‘!

O livro ‘Heels on Wheels’ (‘Saltos Sobre Rodas’, em tradução livre), escrito pela inglesa Katie Dailey, pode ser uma ótima leitura para as mulheres que estão começando a pedalar ou pensando em adotar a bicicleta como meio de transporte.

Com belas ilustrações e uma linguagem super leve (até para quem não manja muito de inglês), ‘Heels on Wheels’ traz as dicas básicas de ciclismo – segurança, equipamentos, postura, comportamento no trânsito -, mas também traz temas voltados para as necessidades para mulheres, como maneiras de evitar que o cabelo fique amassado pelo capacete, dicas para pedalar de saia e sugestões de acessórios para dar um toque mais feminino à bicicleta.

E não se deixe enganar pelos desenhos fofinhos de mulheres pedalando que povoam boa parte das páginas do livro. O trabalho de Katie Dailey é super sério e todos os temas são abordados com profundidade, mas com muito bom humor.

O livro pode ser encomendado na Amazon.com por US$ 10!

E se todo esse tema de mulheres no pedal te interessa e você quer uma leitura mais séria, recomendamos bastante o livro “Wheels of Change: How Women Rode the Bicycle to Freedom”, da National Geographic, que conta a história fascinante de como as duas rodas ajudaram na emancipação das mulheres na América do Norte no final do século 19 e redefiniu radicalmente as convenções normativas da feminilidade. De acordo com Susan B. Anthony, líder feminista citada no livro, a “bicicleta fez mais para a emancipação feminina do que qualquer outra coias no mundo”.

Vimos a dica no TreeHuger e a foto é © do livro Heels on Wheels.


Postado em 13 de março por Eu Vou de Bike

Tags:, , , ,

Conheça o ciclista fashionista de Nova York

O fotógrafo de moda Bill Cunningham, que trabalha para o The New York Times e é um dos nomes mais importantes do mundo fashion de Nova York, é também um grande ativista da bicicleta como meio de transporte.

Bill, que atualmente está com 83 anos e continua fotografando, tem como marca registrada a sua bicicleta e câmera analógica Nikon. Ele é considerado o ‘primeiro fotógrafo de street style’. “O melhor desfile fashion está na rua. Sempre foi e sempre será”, costuma dizer o fotógrafo, sempre sobre duas rodas pelas ruas de Nova York.

E para contar melhor a história deste ícone de Nova York, foi lançado recentemente o documentário ‘Bill Cunningham New York’, de Richard Press, com histórias super interessantes da carreira de Bill.

Uma curiosidade descoberta no filme: ele já está em sua 28ª bicicleta. As outras 27 foram roubadas de algum poste de Nova York durante suas jornadas fotográficas. Gostou? Veja o trailer abaixo:

O documentário já foi lançado nos Estados Unidos e pode ser comprado em DVD no site da distribuidora.


Postado em 30 de janeiro por Eu Vou de Bike

Tags:, , , ,

Ronaldo ‘Fenômeno’ de bicicleta

Na manhã desta segunda-feira, um dos assuntos mais comentados no Twitter entre quem usa a bicicleta como meio de transporte era sobre Ronaldo, o ‘Fenômeno’. E o tema era bicicleta, e não futebol!

Logo cedo, Ronaldo publicou na sua conta no Twitter que “agora a moda é chegar na reunião de bike”. E junto colocou uma foto dele usando capacete e segurando uma bicicleta.

Não sabemos se essa reunião é aqui em São Paulo ou em alguma cidade da Europa, mas o exemplo dado por Ronaldo, que tem mais de 2,5 milhões de seguidores no Twitter, é muito importante para popularizar a bicicleta como meio de transporte e mostrar que a bike pode (e deve) ser usada por pessoas de todas as classes sociais, inclusive milionários como o ex-jogador.

Vale dizer que Ronaldo estava super antenado na tendência ‘Cycle Chic‘, pedalando com as mesmas roupas usadas na reunião. Ótimo exemplo do ‘Fenômeno’!


Postado em 29 de novembro por gugamachado

Tags:, ,

A Bicicleta e a Moda

É inegável que cada vez mais a bicicleta vem ocupando espaço nas mídias, e em áreas que nem imaginávamos.

Um exemplo disto foi o desfile que ocorreu recentemente em Florianópolis, assinado pela Naly Cabral, que é estudante de Moda da UDESC, e que realizou seu desfile de formatura a partir da temática Cycle Chic. Ela também está elaborando um vídeo e um site para passar o conceito da coleção e incentivar o uso da bicicleta.

A coleção The Motion City é uma reflexão sobre os espaços urbanos e o estilo de vida cycle chic. Um meio de integrar a cidade, a moda e a mobilidade por meio das bicicletas. A partir da observação de cidades frenéticas, que pulsam e ao mesmo tempo em que almejam o silêncio, surge um mix instigante de formas orgânicas e geométricas.

Os tons flúor atendem á exigência de segurança, mas também conferem uma atmosfera contemporânea – com um toque bem humorado. Cria a libertação em peças que dialogam com a função e a estética de moda – construídas com recortes, camadas, pregas, pences e bolsos adaptados.

O desfile foi no dia 22 de novembro, e teve até palestra com o Oskar Metsavaht (Osklen)!

Veja abaixo o teaser sobre o desfile:

Agora confira algumas fotos do desfile enviadas pela Naly Cabral:

Quem se interessar pela coleção, pode conferir mais informações em www.cycleland.com.br

Parabéns a Naly Cabral e a todos os envolvidos, e que venham mais iniciativas deste nível!


Postado em 28 de outubro por Eu Vou de Bike

Tags:, , , ,

Dica para pedalar de saia sem constrangimentos

Pedalar de saia é totalmente possível, como nós já mostramos aqui mesmo no post sobre o conceito de ‘cycle chic’.

Nas bicicletas com o cano do quadro um pouco mais alto, no entanto, subir na bicicleta com a saia pode ser meio incômodo e a ciclista pode acabar mostrando um pouco mais do que gostaria. Por isso, aquelas bicicletas com os quadros com o cano arredondado ajudam bastante.

Mas se você estiver de saia e só tiver uma bicicleta com o quadro alto, não se desespere! Veja no vídeo abaixo uma manobra simples e eficiente para subir na bike sem qualquer tipo de constrangimento!

- via @ciclismourbano


Postado em 24 de outubro por Eu Vou de Bike

Tags:, , , ,

Jeans para ciclistas são vendidos em SP

Os bikers hipsters paulistanos estão em festa! A descolada loja Tag and Juice, na Vila Madalena, começou a vender com exclusividade a linha Commuter da Levi´s, feita especialmente para ciclistas.

Os jeans da linha Commuter têm tecido e estrutura aprimorados, mais resistentes, que aumentam a mobilidade e a durabilidade enquanto protegem os ciclistas dos riscos potenciais nas pedaladas.

Além disso, a calça tem cós especialmente projetado para guardar a trava da bicicleta, bolso traseiro para iPod, maior altura traseira (para não pagar cofrinho!), tecido reforçado no cavalo (para não rasgar), bolsos traseiros e passadores da cintura, e tecido strech de desempenho.

Os produtos Commuter by Levi’s® possuem, ainda, a 3M ScotchliteTM, que integra de forma sutil uma refletividade de 300 mil velas nas principais áreas das roupas. O mais legal de tudo é que o jeans sofreu um tratamento de impermeabilização e não fica muito molhado na chuva!

Veja abaixo o vídeo promocional da Levi’s:


Postado em 29 de setembro por Eu Vou de Bike

Tags:, , , ,

Coletes refletivos para fashionistas

Apesar de aumentar a segurança do pedal noturno, os coletes refletivos geralmente são bem feios, largos e não deixam o ciclista com um visual legal. Para contornar esse problema e agradar os ciclistas mais fashionistas, a empresa Vespertine, de Nova York, lançou uma coleção de coletes refletivos totalmente inusitada e bem interessante.

Além das faixas que refletem a luz dos veículos, os coletes da Vespertine servem como vestuário, têm um corte diferenciado e contam com outros materiais além da lona tradicional dos coletes normais.

Segundo a empresa, todos os coletes são feitos em Nova York e usam poliéster 100% reciclado. A fita refletiva é da 3M. O preço? Bom, o preço também é compatível com os artefatos do mundo da moda. Os coletes variam de US$ 100 a US$ 350, dependendo do estilo e material usado. E aí, vale a pena?

Via Bike Commuters



Próxima